Total de visualizações de página

domingo, 27 de novembro de 2011

ROTINA


Quando a noite chega silenciosa
Me junto a ela como companheira
E juntas passamos horas refletindo
Naquilo que seremos quando o dia chegar
Todos os dias são diferentes
Pois a mesmice de nada vale
Fazer algo não planejado
É viver fora de uma rotina
Assim os dias e noites passam
E quando dou por mim
O tempo passou rápido
E penso no que deixei de fazer
Medo de arriscar? Talvez
E quando o dia chega
Percebo que o tempo é curto
E mais uma vez me junto à noite
E percebo que a espera da noite
Tornou-se uma rotina.


2 comentários:

  1. ...lindo...sublime...melancólico...bucólico...gostei muito!
    Bom domingo!

    ResponderExcluir
  2. Lindo texto, cheio de verdade e sentimento!
    Parabéns

    ResponderExcluir